Você sabe como funciona o sistema de aquecimento solar?

Nós já falamos por aqui da história do sistema de aquecimento solar, que não se trata de mecanismo novo. Mas você sabe como ele funciona? Este artigo vai mostrar para você que é mais descomplicado do que você possa imaginar. Além de simples, o aquecedor solar faz bem para o seu bolso (ajudando a reduzir o custo da conta de energia elétrica) e, principalmente, para o planeta por ser uma opção mais sustentável.

Basicamente, esse sistema é composto de dois itens essenciais: os coletores solar e o reservatório térmico para armazenamento de água. Em algumas instalações, é necessário o uso de  bombas para circulação da água nos coletores solares. Compreenda o papel desses dois recursos fundamentais para o aquecimento solar:

  •         Coletor solar: é formado por uma caixa externa, geralmente feita de alumínio que comporta os demais itens. O isolamento térmico da caixa pode ser de vários materiais, sendo que um dos mais indicados é o de lã de vidro. Esse mecanismo tem o objetivo de criar uma espécie de “efeito estufa” — como um forno para armazenar o calor. Há ainda tubos interconectados (feitos de cobre), por meio dos quais passa a água em direção ao interior do coletor. É composto também de placa absorvedora (conhecida como aletas), responsável pela absorção e transferência da energia solar para a água. Outro item que compõe o coletor é a cobertura transparente, normalmente feita de vidro, que permite a passagem da radiação solar e minimiza a perda de calor. Todos esses componentes possuem vedação especial, capaz de isolar o sistema da umidade externa.
  •         Reservatório térmico: o corpo interno pode ser fabricado em vários materiais, como cobre ou polipropileno mas o mais utilizado é o aço inox. Possui isolamento térmico, normalmente em poliuretano expandido, e junto ao reservatório, é possível ter uma resistência elétrica, uma espécie de auxiliar de aquecimento. Ela contribui para manter o aquecimento em períodos nublados e de chuva (falamos mais sobre isso em um post que vale você ler também aqui).

Com esses dois componentes essenciais, o aquecimento da água ocorre da seguinte maneira: a caixa de água fria (aquela que está instalada em sua residência ou estabelecimento comercial) abastece o reservatório térmico. Este, por sua vez, alimenta o coletor solar. O coletor solar absorve a radiação solar e transfere o calor do sol para a água, que é devolvida aquecida ao reservatório térmico, onde fica armazenada. Ali, fica pronta para ser distribuída para os pontos da casa ou empresa.

E você pode se perguntar: mas como a água circula no sistema? A instalação de sistema de aquecimento solar mais comum em uma residência é do tipo termossifão, ou circulação natural. Este tipo de sistema funciona sem a necessidade do uso de bombas para transportar a água do coletor até o reservatório. E aí a física ajuda a responder à pergunta: como a  água quente é menos densa que a água fria, ela acaba sendo empurrada, gerando um ciclo natural no sistema. Dentro do reservatório a água quente se acumula no parte superior, enquanto a água fria permanece na parte inferior, até que toda a água seja aquecida.

4-1

Junto ao aquecedor solar é recomendada a instalação de um sistema auxiliar. Ele é um reforço para garantir que não falte água aquecida — o que pode ocorrer quando o consumo for muito acima do previsto inicialmente, ou seja, quando o local receber muitas visitas, por exemplo. Ou mesmo quando houver muitas ocorrências de dias nublados. Nesses casos, o sistema auxiliar aciona o mecanismo elétrico ou movido a gás. Mas fique tranquilo: pelo fato de o Brasil ser um país tropical, essa necessidade ocorre em poucos dias por ano.

Viu só? É simples, descomplicado, seguro e econômico! Ficou com alguma dúvida em como funciona esse processo?